Irã promete ‘destruição e cativeiro’ se for atacado

O chefe do Estado-Maior das Forças Armadas iranianas prometeu nesta terça-feira “destruição e cativeiro” a qualquer inimigo que se atrever a atacar seu país, segundo a agência Fars.

“O resultado de qualquer agressão [contra o Irã] significará a destruição [do inimigo] cativeiro”, disse o major-general Mohamad Bagheri, em discurso proferido no parlamento iraniano.

Segundo a agência Fars, próxima aos conservadores, o oficial, também citado por outros veículos iranianos, declarou que o Irã não sente “nenhuma animosidade em relação aos países da região”, mas considerou que a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos, “na origem das conspirações contra o Irã, são países rebeldes”.

O general Bagheri fez essas declarações antes de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e seu colega iraniano, Hassan Rohani, se expressarem na tribuna da Assembleia Geral das Nações Unidas, em um contexto de tensões na região do Golfo.

Em entrevista transmitida na quinta-feira pela rede americana CNN, o ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohamad Javad Zarif, disse que os Estados Unidos ou a Arábia Saudita desencadeariam “uma guerra total” se atacassem o Irã.

Estados Unidos, Arábia Saudita, Alemanha, Reino Unido e França acusam o Irã dos ataques a duas grandes infraestruturas de petróleo na Arábia Saudita em 14 de setembro, o que Teerã nega.

FONTE/ISTOE

Categoria:Internacional