Governo vai pagar 344 milhões de dólares para reaver terreno que concedeu à Sodimo

O Governo tratou de forma diferenciada o processo de subapro- veitamento de terreno por parte das empresas Urbinveste e Sodimo, tendo no caso da primeira optado pela revo- gação da licença e em relação a segunda em pagar 344 milhões de dólares pelo espaço.


A decisão do Governo em pagar pelo terreno onde ser erguido o futuro bairro dos ministérios tem provocado inúmeras interrogações, sobretudo por o espaço ter sido cedido a Sodimo para exploração por um período de 60 anos. Mas pelo que consta pouco ou nada foi feito no terreno. Em jeito de comparação interroga-se se o Governo não poderia optar pelo mesmo pro- cedimento que teve com o terreno adjacente ao estádio 11 de Novembro que estava atribuído a Urbinvest.


Em Abril, através do Ministério do Ordenamento do Território e Habitação, o Executivo declarou extinto o título de direito de superfície do referido espaço, revertendo-o a favor do Estado por falta de aproveitamento útil e efectivo do terreno.


Algumas vozes acreditam que a diferença estará no trabalho que cada uma das empresas realizou no espaço que lhes tinha sido cedido, sugerindo que a Sodimo realizou algum contrariamente a Urbinvest.

Constituída em Julho de 2001, a Sodimo – Sociedade de Desenvolvimento Imobiliário, S.A - é uma empresa de desenvolvimento de actividades de promoção, investimento e gestão de empreendimentos imobiliários e de mediação imobiliária. Em Agosto do mesmo ano viu o Executivo a aprovar o projecto “Novo Centro da Cidade de Luanda”.

FONTE/ANGONOTICIAS

 
Categoria:Nacional