Milhares de manifestantes exigem renúncia do presidente no Haiti

Milhares de haitianos fizeram uma manifestação em Porto Príncipe no domingo para exigir a renúncia do presidente, Jovenel Moïse, acusado pelo Tribunal Superior de Contas de estar no centro de um esquema de “malversação de fundos”.

Uma pessoa morreu baleada durante a manifestação. O corpo foi trasladado rapidamente para fora da zona de tensões, de acordo com uma jornalista da AFP no local.

Durante o protesto ocorreram violentos confrontos entre grupos de jovens e a polícia, perto do palácio presidencial e da sede da polícia.

Apesar da forte presença policial e da circulação de veículos blindados da ONU, dois edifícios próximos foram devastados pelo fogo.

Enquanto os manifestantes jogavam pedras nos policiais e estes lançavam gases lacrimogêneos, escutava-se tiros no centro da cidade.

Antes dos incidentes, milhares de pessoas marcharam por uma das principais ruas da capital do Haiti, convocados por partidos da oposição e organizações da sociedade civil.

“Exigimos que todos os dissipadores de dinheiro sejam julgados e punidos, seus bens confiscados e entregues ao Estado para projetos sérios de desenvolvimento, que o presidente renuncie e seja colocado à disposição da justiça”, disse a ativista Vélina Charlier na marcha.

FONTE/ISTOE

Categoria:Internacional