Após morte de Gabriel Diniz, Anac suspende Aeroclube de Alagoas

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) informou na noite desta segunda-feira (27) que há indícios de que o avião que caiu com o cantor Gabriel Diniz em Sergipe fazia táxi aéreo irregular, de acordo com informações do G1.

Segundo a reportagem, a agência abriu investigação a respeito do caso. A aeronave Piper Cherokee, prefixo PT-KLO, do ano de 1974, só poderia fazer voos de treinamento ou instrução para emissão de licença de pilotos.

“A Agência abriu um processo administrativo para apurar possíveis irregularidades em relação à operação da aeronave acidentada. Essa apuração verificará em quais condições estava sendo feito o transporte de passageiro em aeronave de instrução, categoria destinada a voos de treinamento. Após a conclusão da investigação ou mesmo durante o andamento do processo administrativo instaurado, os responsáveis poderão ser multados e ter licenças e certificados cassados”, disse a Anac.

Ao final da apuração, a agência pode encaminhar denúncia ao Ministério Público e à polícia para que sejam tomadas medidas no âmbito criminal.

FONTE/ISTOE

Categoria:Musica