Portugal incentiva retorno de emigrantes com queda de imposto

A fim de inverter a onda de emigração vivida por Portugal durante a crise, o orçamento do Estado para 2019, votado nesta quinta-feira no Parlamento, prevê uma redução do imposto de renda daqueles que retornarem ao país nos próximos dois anos.

Chamada de “Programa de Retorno”, esta medida concederá por cinco anos uma redução de 50% da base tributável do imposto de renda aos portugueses e estrangeiros que retornarem a Portugal após pelo menos três anos de ausência.

Tendo se tornado um país de imigrantes a partir de 1993, após uma forte onda de emigração nos anos 1960, Portugal viu a tendência se reverter na crise econômica de 2008.

Segundo estimativas do governo socialista, cerca de 500 mil pessoas partiram para o exterior entre 2010 e 2015, mas cerca de 350 mil já retornaram.

“O melhor indicador da confiança no futuro do nosso país é o fato de que a migração líquida voltou a ser positiva em 2017, pela primeira vez desde 2008”, afirmou no início desta semana o primeiro-ministro Antonio Costa.

A demografia de Portugal, no entanto, continua marcada por uma taxa de natalidade muito baixa e um envelhecimento muito pronunciado da população.

Segundo as últimas projeções do Instituto Nacional de Estatística, a população portuguesa deverá passar de 10,3 milhões em 2017 para 7,7 milhões em 2080.

Categoria:Internacional

Deixe seu Comentário