Mulher canibal terá obrigado marido a matar empregada por ciúmes

Uma mulher canibal, acusada de guardar vestígios humanos no frigorífico, terá obrigado o seu companheiro a matar uma empregada de mesa porque esta se tinha metido com ele.

Natalia Baksheeva é suspeita de ter comido cerca de 30 pessoas com o seu marido Dmitry Baksheev. A última vitima terá sido Elena Vashrusheva, uma empregada de mesa de 35 anos.

Natalia e Elena terão protagonizado uma pequena discussão por motivos de ciúmes da primeira e Natalia acabou mesmo por exigir que o marido matasse a empregada.

“Devido ao seu carácter e estado psicológico, Dmitry vivia sobre a pressão da mulher, e acabou por obedecer”, disse um dos oficiais responsáveis pelo caso.

Elena foi esfaqueada no peito e desmembrada e partes do corpo da mesma foram encontrados, durante a investigação, na habitação do casal, na Rússia.

Entretanto, a mulher tornou-se suspeita de outros casos de canibalismo ainda não confirmados, embora esta tenha confessado ter morto 30 pessoas em 18 anos.

Natalia poderá incorrer numa pena de prisão de até 15 anos, diz o Mirror.

Categoria:Internacional

Deixe seu Comentário