Candidatos de Trump e Sanders disputam governo da Flórida

O primeiro candidato afro-americano ao cargo de governador da Flórida, apoiado pelo progressista Bernie Sanders, enfrentará um ardoroso admirador de Donald Trump em um duelo de ideologias que põe em evidência o impulso que os candidatos antissistema têm nos Estados Unidos.

“Ninguém esperava que o filho de uma motorista de ônibus e um pedreiro” vencesse, disse Andrew Gillum na noite de terça-feira após ter surpreendido nas primárias democratas, ao vencer a favorita Gwen Graham, filha de um ex-governador e senador.

Aos 39 anos, o prefeito da cidade de Tallahassee – capital da Flórida – se tornou o primeiro candidato negro a governador no terceiro estado mais populoso do país.

No outro extremo, um ardoroso defensor de Donald Trump, Ron DeSantis, derrotou o favorito dos estrategistas republicanos, Adam Putnam.

Legislador da Câmara de Representantes, DeSantis já tinha causado polêmica na manhã desta quarta-feira, ao evocar um macaco ao falar de seu opositor afro-americano: “monkey this up”, ao alertar os eleitores da Flórida contra a tentação de votar em um “programa socialista”.

– ‘Elétrons livres’ –

Ron DeSantis, também de 39 anos, deixou clara a sua admiração pelo presidente republicano em um anúncio de campanha humorístico onde aparecia lendo um livro de Donald Trump para seus filhos.

Ele se beneficiou do apoio incondicional de Trump.

Na terça à noite, o democrata Gillum se referiu ao presidente denunciando “os dias sombrios de Washington” e “a divisão propagada pela Casa Branca”. Além disso, durante a campanha se mostrou a favor de destituir Donald Trump.

O presidente americano o atacou na quarta-feira no Twitter, qualificando como um “prefeito socialista fracassado”, que permitiu que “o crime e muitos problemas se propagassem na cidade”.

Andrew Gillum, acrescentou Trump, é o oponente “sonhado” para Ron DeSantis.

Ao apoiar leis “de senso comum” sobre as armas em um estado recentemente atingido pelo massacre na escola em Parkland, Andrew Gillum, recebeu o apoio de Bernie Sanders, o progressista que perdeu para Hillary Clinton nas primárias democratas de 2016.

Sanders elogiou nesta terça-feira sua vitória no Twitter, dizendo que “esta noite o povo da Flórida se uniu a Andrew para lutar e pedir uma mudança real”.

No estado vizinho da Geórgia, a democrata Stacey Abrams também é a primeira candidata negra que tenta se eleger governadora.

Gillum e Abrams poderiam fazer história em 6 de novembro, quando os eleitores vão escolher os novos governadores de 36 estados, bem como 435 representantes e um terço dos senadores (35 assentos) em Washington.

FONTE / istoe.com.br

Categoria:Internacional

Deixe seu Comentário