Matias Damásio ira falar em Setembro

Matias Damásio promete apresentar, no próximo mês, em Luanda, a sua versão dos factos sobre os motivos que desencadearam a acusação de exorcismo de que é alvo, por alegadamente a sua família ter submetido o menino Mário Kamate, de 14 anos, a práticas de feitiçaria, sob sua suposta orientação.


O agente de Matias Damásio disse ontem ao Jornal de Angola que: “é mentira, mas a verdade será trazida a público em comunicado oficial assinado pelo músico que se encontra em digressão pela Europa”.


Mota Lemos referiu que acredita na justificação do seu agenciado e usou as suas palavras para negar as acusações. “Matias teve autorização da mãe do menino para o devolver devido aos maus comportamentos. Ligou para a mãe, de Portugal, a informar a pretensão de devolver o Mário por maus comportamentos e só não foi pessoalmente porque está com uma agenda lotada”.


A justificação do músico está desencontrada às palavras da mãe do pequeno Má-rio Kamate, que alegou a TV Zimbo, nunca ter sido contactado por Matias Damásio sobre a devolução do filho. “Ele (Damásio) nunca me contactou para o efeito. Estou muito decepcionada com o cantor, porque quando vi o meu filho após ter regressado não o reconheci. Só não cai porque Deus me segurou”, disse a mãe do rapaz.


Matias Damásio está a ser acusado de mandar exorcizar Mário Kamate, por ter sonhado que o mesmo era feiticeiro. O rapaz, que viveu no seio familiar do cantor, de Junho do ano passado a Abril último, contou a reportagem da TV Zimbo, que foi chamado de feiticeiro pela mãe e irmãos do músico e por este motivo foi submetido a rezas exageradas.


“Os irmãos dele e a mãe me chamavam feiticeiro. Me meteram numa sala sentado, a fazer oração das 16 às 03 horas da madrugada, o que me levou a falar coisas com coisas e perder os sentidos”.


FONTE / JA 

Categoria:Nacional

Deixe seu Comentário