Portugal: Greve dos Professores com serviços mínimos

A greve que os professores vão fazer às avaliações (que estão marcadas para o mês de Julho), terá serviços mínimos. Esta decisão foi tomada por um colégio arbitral, pedido pelo Ministério da Educação, mas está a ser criticada pelos sindicatos.

Segundo o colégio arbitral, as reuniões de avaliação terão de se realizar até ao dia 05 de Julho. Isto para que haja tempo para que as notas possam ser atribuídas antes do prazo previsto para o lançamento das pautas, que serão afixadas a 12 (secundário) e 13 de Julho (9.ºano). Estes serviços mínimos pretendem não colocar em causa as candidaturas ao ensino superior dos alunos do 12.º ano.

Só que os sindicatos opõem-se a esta argumentação, alegando que as greves às avaliações estão marcadas até ao dia 13 de Julho e que, por essa razão, defenderam, seria possível completar a avaliação dos alunos a tempo do concurso nacional de acesso ao superior, que arranca a 18 de Julho. Mas o novo Sindicato de Todos os Professores (Stop) já entregou pré-avisos que estendem a paralisação até ao final de Julho. O que acabaria por impedir as candidaturas ao ensino superior.

Categoria:Internacional

Deixe seu Comentário