Missões diplomáticas fecham até Dezembro

O Ministério das Relações Exteriores (MIREX)concluiu o processo de identificação de dez missões diplomáticas que vão ser desactivadas temporariamente até que o país tenha melhores condições financeiras para a sua reactivação.

 
O secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores, Agostinho Van-Dúnem, que anunciou o facto ontem em Luanda, afirmou que, para a desactivação das missões, é necessário que se cumpra  uma série de procedimentos políticos e administrativos. 
 
Agostinho Van-Dúnem disse que o Governo de Angola, por meio do MIREX, deve comunicar primeiro a desactivação das missões diplomáticas ao ministério dos Negócios Estrangeiros dos Estados dos países seleccionados.
 
O responsável, que falava à imprensa durante o terceiro dia do seminário dirigido a adidos financeiros e administrativos da instituição, reforçou que o processo de desactivação pode durar de seis meses até um ano, tendo em conta as diligências que devem ser cumpridas com os países acreditadores. Em relação ao redimensionamento de missões diplomáticas, Agostinho Van-Dúnem esclareceu que já estão identificado e notificado, a  nível interno, o pessoal das Relações Exteriores que deve regressar a Luanda ao longo deste ano.
 
 
Agostinho Van-Dúnem explicou que o processo continua, lembrando que o procedimento teve a sua fase de planificação, quantificação e, agora, entra na fase da execução.
 
 
Agostinho Van-Dúnem garantiu que estão a ser criadas condições para garantir o regresso do pessoal, como a componente financeira, porque o processo de redução de pessoal vai implicar a rescisão de contratos.
 
 
O secretário-geral do MIREX confirmou que há contratos que estão em negociação, incluindo processos de indemnização. Agostinho Van-Dúnem disse que os embaixadores cujas missões vão encerrar temporariamente estão já informados e a tratar  dos procedimentos internos para o processo. Sobre o prazo para a desactivação das embaixadas, Agostinho Van-Dúnem esclareceu que o MIREX tem de negociar alguns aspectos.
 
FONTE: JA
Categoria:Nacional

Deixe seu Comentário